sábado, 7 de fevereiro de 2009

Gilberto Grão de Areia: 1º aniversário online

Gilberto Grão de Areia celebrou o seu aniversário, enquanto personalidade blogoesférica, no passado dia 3 de Fevereiro (digo enquanto "personalidade blogosesférica" pois Grão de Areia já existe desde 17 de Junho de 2000, como já tinha dito antes).

LET'S THROW A VIRTUAL PARTY!
HURRAY! :)



Ia-me passando. Ia.

6 postas de pescada:

Andrea disse...

Muitos parabéns e continua com essa criatividade e força de vontade de exprimir o que tu captas deste maravilhoso MUNDO.

Patricia disse...

"Belogue" happy birthday to U filho

Que contes muitos mais anos...cá nós gostamos de ler o que a nossa walukinha escreve ;)

Bejo na bochecha

Grão de Areia disse...

Em jeitos de Amália Rodrigues:

Obrigadooo! Obrigadoooo!

;)

Anónimo disse...

Olá boa noite, sou um Amigo do Xoco e quando vi o teu blog lembrei-me que tinha um poema que escrevi em Junho do ano passado para a minha namorada. Este poema é o"Grão de Areia". se depois o quiseres postar posso enviar-te o documento.

Grão de Areia


Grão de Areia
Te sentiste tu por causa minha
Minha atitude medíocre e feia
Sem pudor nem Linha


Grão de Areia
Te sentiste pequenina,
E p´ra meu pé, és minha meia
És tu minha menina


Grão de Areia
Te sentiste como formiguinha
Numa imensa teia
Tu que és Sempre meiguinha


Grão de Areia
Tu És a minha mais que tudo
Meu Mar minha sereia
Que com teu Encanto fico mudo


Em ti, Grão de Areia
Meu Universo infinito
Dou por mim a pensar em apneia
Como estatua de Granito

Manuel Obelix
23 de Junho de 2008

Anónimo disse...

Olá Boa noite, fiz este poema o an passado, para a minha namorada e como achei engraçado, ter um nome do teu blog, cá vai.

Grão de Areia


Grão de Areia
Te sentiste tu por causa minha
Minha atitude medíocre e feia
Sem pudor nem Linha


Grão de Areia
Te sentiste pequenina,
E p´ra meu pé, és minha meia
És tu minha menina


Grão de Areia
Te sentiste como formiguinha
Numa imensa teia
Tu que és Sempre meiguinha


Grão de Areia
Tu És a minha mais que tudo
Meu Mar minha sereia
Que com teu Encanto fico mudo


Em ti, Grão de Areia
Meu Universo infinito
Dou por mim a pensar em apneia
Como estatua de Granito


Manuel Obelix
23 de Junho de 2008

Grão de Areia disse...

Manuel Obélix,

Thanks for sharing!

;)