quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Fechado para Balanço

Ahhh...A famosa expressão!

Aqui vai o último post do ano.
Do ano 2008, que nunca mais voltará a ser.
Seguido daquele que, de igual forma, vai ser apenas uma vez.

Como foi?
Não, não foi mais um. Nenhum ano é "só mais um", por muito que o digam.
Para o país, para o Mundo, foi um ano importante. Um ano de reflexão. E não quero saber das lamúrias.
Foi um ano importante para mim. Um ano de crescimento, de mais crescimento.
E que o crescimento não pare nunca, é o meu maior desejo, eternamente, para todas as passagens de ano. Upsss! Não era para dizer, não é?! :)

2008 é só mais um quando se fala da "Idade de Ouro", the 20's, no meu caso.
(eat your heart out!!! ahaha)
Weeeell, but I guess every age has its charm, anyway :)

Agora, com licença.
Vou ocupar-me de continuar a viver os melhores anos da minha vida. ;)

FELIZ ANO NOVO, EVERYONE!
(E pensem no que diz a Mafalda, no post abaixo... Ou o Calvin, nos comentários.)

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

2009


sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

O Equilíbrio de Opostos

Na celebração dos 60 anos de Tom Jobim, a Sónia Braga disse que o Tom era o homem que qualquer mulher gostaria de ter.
E explicou: "Porque ele é masculino e feminino ao mesmo tempo... "

O segredo da paixão, ainda que não haja regras, é também para mim a androgenia: Alguns de nós somos, homens e mulheres, masculinos e femininos ao mesmo tempo.




Metrossexualidades à parte, é preciso ver que qualquer gajo tem que ter um bom lado de gaja para ser interessante, if you know what I mean...

;)

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Passagem de Ano onde?

Eis a questão!

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Parabéns, Manelito!

100º aniversário na passada Quinta-feira.
Rodando o seu 42º filme, Manoel de Oliveira é o realizador de cinema mais velho em actividade no mundo.
Ele e o cinema têm quase a mesma idade, como dizia um repórter da SIC.



É bonito, sim senhor.
Mais um ponto para o orgulho português.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Estado:

Profissionalmente optimista.

sábado, 6 de dezembro de 2008

Aos Encontrões com a Lógica

Agora parece que ando numa de partilhar o que me irrita. :)
Se esta minha atitude vos irritar também... azar! ESTOU NO MEU BLOGUE!!! eheh

Aflige-me (é mais fino e evita o "irrita-me"), até porque é mesmo prática corrente, quando se diz/ escreve, formalmente, esta frase:

"Esperamos ter ido de encontro às suas necessidades"


Aflige-me porque isto nem é um erro ortográfico ou gramatical. É uma questão de lógica! Hello?!
Ir de encontro a qualquer coisa é sinónimo de esbarrar, ir contra.
Por outro lado, ir ao encontro de já significa que duas coisas se encontram, se juntam, se unem em harmonia.

Digo eu que alguém que me quer vender alguma coisa não me escreve que o seu produto procura ir contra as minhas necessidades, em vez de as servir.

Aqui fica o meu grito de revolta! :)
Espero que tenha ido AO ENCONTRO da vossa paciência. :)


terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Epá, não...

Irrita-me abrir blogues que me ATACAM logo com música aos gritos!
É logo da forma que fecho a página rapidamente, quando ia com a intenção de desfrutar do post do autor.

Brrrrr!!!

Não está brisa, nem orvalho...

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Whiskas Saquetas!

O grande hit na Escócia! :)
Estou viciada nisto!

Sempre que falávamos português com eles e eles só apanhavam as ordinarices: bla bla bla bla... whiskas saquetas!

The Whisky Tour

Nunca tendo sido grande apreciadora de Whisky, confesso que me rendi aos encantos que pode ter. Talvez por estar no seu país. A verdade é que a Escócia mostrou-me que esta bebida consegue ser bem interessante e que, à semelhança do nosso vinho, tem muita ciência.

E como me disseram "só diz que o whisky sabe mal quem nunca bebeu um bom whisky."

SABIAM QUE...
... o verdadeiro Whisky apenas se produz na Escócia?
... sempre que virem a palavra "Whisky" numa garrafa escrita de outra forma (por exemplo "Whiskey") que dizer que não é escocês?
... pelo facto de conseguirmos identificar 44 tipos de cheiros e apenas 4 de paladar distinguimos melhor um bom Whisky cheirando do que provando?
... o gelo estraga o Whisky porque contrai as partículas?
... a água mineral separa as partículas e abre os diferentes sabores, enquanto que a água da torneira adultera-o porque tem químicos?
... para verdadeiramente disfrutar de um bom Whisky velho/ Malte é preciso juntar-lhe sempre água mineral?
... os Whiskies que têm escrito "blended" significa que houve misturas de diferentes "castas" (exº de misturas: Vat 69, Cutty Sark...)?
... há Whiskies que deixam paladar, por exemplo, a banana, a canela, a amêndoa, a cereja, a lama (!), a menta, a picante, etc, tendo apenas relação com o local onde foram envelhecidos?
... os Whiskies recomendados pelos escoceses como bons whiskies são puros (not blended!) e de Malte preferencialmente?
... os Whiskies das ilhas escocesas são muito pouco conhecidos em Portugal e são deliciosos?
... raramente se encontra Whiskies superiores a 21 anos à venda por terem preços incalculáveis?
... os copos das fotografias abaixo são os verdadeiros copos indicados para disfrutar de todas as potencialidades de um whisky?



Scotland's Resumée

Foi muito bom, mas soube a pouco!
Amanhã volto para a realidade...


Resumée
- Fomos tratadas como rainhas
- Fizemos muito bons amigos
- Descobrimos o verdadeiro verde
- Ficámos experts em Wisky (muito interessante! fica para um futuro post!)
- Assistimos às 4 estações do ano a cada 20 minutos
- Concluímos que o padrão xadrez (tartan) se pode aplicar às coisas mais estranhas e que todas as famílias escocesas têm 3 tipos diferentes de tartan
- Retivemos que NUNCA se pode dizer "Não quero beber nada, obrigada" a um escocês
- Descobrimos que a cerveja escocesa é muiiito fraquinha e daí as pints (meio litro).
- Nunca mais diremos "Tenho frio!" no Algarve com a mesma leveza
- Praguejar em público noutra língua pode ser muito engraçado, mas ensinar escoceses a fazê-lo pode ser muito mais
- Poucas coisas são mais masculinas que usar kilt
- TUDO na Escócia é assombrado
- JAMAIS se confunde um escocês com um inglês


...entre muitas outras coisas!


Eis alguns vídeos que falam por si...


video

video
video

Partilho também convosco algumas fotografias e recomendo vivamente uma visita a este país fantástico.








domingo, 23 de novembro de 2008

Às vezes...

... canso-me de dar mais do que receber.

Uma vez, a Rita, ao fazer uma atenciosa e humilde tentativa de me ler a carta astral, disse-me qualquer coisa como "Ainda não sei muito disto, mas apenas se percebe claramente que vieste cá para dar mais do que receber. Isto terá tendência a acompanhar-te em todos os campos da vida."

... é sempre aquele choque com a constactação do óbvio!

A cada injustiça, penso nisto.

Às vezes, custa.
Às vezes, sou Peixes.

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Resposta ao Desafio da Sara



Desafio proposto pela Sarita.

As regras são:
Colocar uma foto pessoal nossa;
Responder às seguintes perguntas com títulos de músicas de uma banda ao nosso critério.
Banda eleita Bob Marley n' The Wailers

1) és homem ou mulher? "There She Goes"
2) descreve-te: "I've Got The Action"
3) o que as pessoas acham de ti? "Soul Rebel"
4) como descreves o teu último relacionamento: "Waiting In Vain"
5) descreve o estado actual da tua relação: "Concrete Jungle"
6) onde querias estar agora? "Punky Reggae Party"
7) o que pensas a respeito do amor? "Dreamland" vs "Jailhouse"
8) como é a tua vida? "Jamming"
9) o que pedirias se pudesses ter só um desejo? "Ten Commandments of Love"
10) escreve uma frase sábia: "Wake Up And Live"

Os felizes contemplados para responder ao meu desafio são...
Joaninha
Rita B.
Mickey
Miss M.
Joacine

Tic, Tac! Tic, Tac!

Não, não é o refrão do "4 Minutes to Save the World" da Madonna. Aquele que, uma vez ouvido, passamos o dia a cantarolar, mecanicamente.

É o relógio a contar o tempo para as minhas queridas mini-férias.

Faltam 6 dias.

Como eu preciso, GOD!

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Hoje tive este sonho pateta em que...

... o Diogo Infante (?!) vivia clandestino, na minha casa. Casa essa que, na vida real, era a minha antiga, na Av. Dr. Mateus Teixeira D'Azevedo, em Tavira, onde cresci até aos 16 anos.
Não consegui "saber" porque é que ele vivia connosco, mas tive a sensação (até aproximadamente meia hora depois de acordar!!!) que já lá vivia desde sempre e que ninguém, de fora, poderia saber.
Eramos muito amigos e ele desabafava imenso comigo. E tinha a barba por fazer, que é como eu gosto. Lol.

Ora, eu que nunca me lembro do que sonho... lembro-me hoje desta palermice?!?!? E não consigo parar de pensar nisto...

Freud Precisa-se!...

..............ou então o Constantino também poderá servir, já que é evidentemente bom em psicanálise. Lol!

"Ensaio Sobre a Cegueira" in the big screen

Acabei de vir do cinema: "Ensaio sobre a Cegueira" de Fernando Meirelles.

Não resisto em partilhar.
Há muito tempo que um filme não me "enchia as medidas" como este. Mesmo.
A sala inteira esteve vidrada na tela, sem vacilar! Nem piu!


O que posso dizer?
Um filme forte, bem forte (os sensíveis que criem estômago!). E olhem que eu não me impressiono para aí assim...

Uma estória, aflitivamente sem data e sem hora, que nos faz pensar em democracia e na falta dela; em humanidade e no lado mais animal que existe em cada um de nós; em sociedade e no indivíduo; em sexo e amor; em valores.

É ainda curioso também pensar que foi alguém com princípios comunistas que escreveu esta estória, porque mostra o quão utópico é viver em comunismo puro, uma vez sendo humano.
A cegueira é só uma maneira de "ver" melhor toda a escuridão em que vivemos.
Aqui, a visão é um fardo pesado.
A brutalidade da verdade numa fotografia fantástica, como eu gosto.
Sem dúvida, este filme acabou de entrar para a lista dos meus filmes preferidos de sempre.

Epá, vão ver! Vale cada cêntimo e minuto de vida.


PS.1 - Só "lamentei" a personagem de ser desprezível que deram ao Gael García Bernal! lol Sou fã do rapazito desde o "The Science of Sleep" do Michel Gondry! Podia ter sido um dos ceguinhos "bons", poça! Até porque bom ele já é... lol!

PS.2 - No comentário a um filme de instintos básicos, eu tinha que ter o meu! ihihih

PS.3 - Vão ver o filme e descubram o que eu experiencio a cada manhã, ao procurar, tacteando, os meus óculos, ou quando perco/ rasgo as lentes de contacto!!! ;)

domingo, 16 de novembro de 2008

Estou muiiito curiosa!



Provavelmente a dança mais sexy de sempre...

... Pelo menos, para mim! ;)


quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Uma lufada de Mac Air?

Já disse que odeio informática?

Há 3 dias atrás aparece-me um aviso no PC (do anti-vírus, é importante realçar) que tinha um tal de Sr. Trojan confortável e inconvenientemente instalado no meu PC.

Ora o que é que vocês faziam? Botão "Heal", para que te quero! Levanta-te e caminha.

Pois acho que o Sr. Trojan levou a mal e, ofendido pela minha falta de hospitalidade, resolveu, em véspera de entrega de trabalho, fazer PUFF ao meu PCzinho: eliminou-me o Windows!
Maravilha.

Lá fui ao Sô Tôr LB dos PCs e lá se resolveu tudo, isto depois de eu ter vomitado todos os nomes malcriados que existem, em várias línguas, na altura do sucedido. É terapêutico!

Quando, há pouco, fui buscar a "criança" e desabafei que algum dia punha um fim a este martírio dos vírus (sim, já me aconteceu 1000 vezes e sempre em véspera de entrega de coisas importantes que não estão guardadas em mais lado nenhum - sim, eu sei, já guardava!), referi que tinha que começar a pensar num Mac, visto que parece que este tipo de problemas quase não existe nesses bebés!!!

Eis que o Sô Tôr LB dos PCs me falou no novo MacIntosh Air que acaba de sair e que se apresenta como o computador mais fino do mercado, rondando os 1600€.


Disse-me: "Linda, ias adorar. O PC é lindo!"


(adoro quando os homens falam a mesma língua que nós e apelam à beleza dos objectos, porque sabem que é o nosso ponto fraco, embora a funcionalidade seja o fulcral. Who cares?!?! ihih)



Enfim, o Mac banalizou-se, para alegria dos pobres como eu.
1600€, admitamos, são peanuts, por este bebé!

Epá, e o raio do Mac Air é mesmo lindo! ehehhe Não tem o meu nome escrito por todo o lado? Olhem o detail das pedras encrustadas na maçazinha! ;)


Resta-me esperar que este meu ASUS morra!
Sim, porque para usar o Word e a net não me meto em aventuras.

Mas o Mac Air é mesmo lindo.

Mas não me meto em aventuras.

Mas é lindo.


;)

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

"Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio"

Tal como te disse, caríssima MJ, na balança entre o "Carpe Diem" e o "Xô, nem queiro saber" vivemos o limbo de não perceber nada das emoções, por muito que se viva.
O que tem de esquizofrénico, tem de delicioso.

Ricardo Reis dizia-lo bem. Sintas ou não sintas, esqueças ou não páres de pensar, "o rio continua sempre".


Gosto de ler este poema.
Sempre o achei uma visão bonita da coisa. Ainda que pareça triste, é serena. É apenas outra visão. Às vezes sinto isto. Só às vezes. ;)


Vem sentar-te comigo Lídia, à beira do rio.
Sossegadamente fitemos o seu curso e aprendamos
Que a vida passa, e não estamos de mãos enlaçadas.
(Enlacemos as mãos.)

Depois pensemos, crianças adultas, que a vida
Passa e não fica, nada deixa e nunca regressa,
Vai para um mar muito longe, para ao pé do Fado,
Mais longe que os deuses.

Desenlacemos as mãos, porque não vale a pena cansarmo-nos.
Quer gozemos, quer não gozemos, passamos como o rio.
Mais vale saber passar silenciosamente
E sem desassosegos grandes.

Sem amores, nem ódios, nem paixões que levantam a voz,
Nem invejas que dão movimento demais aos olhos,
Nem cuidados, porque se os tivesse o rio sempre correria,
E sempre iria ter ao mar.

Amemo-nos tranquilamente, pensando que podiamos,
Se quisessemos, trocar beijos e abraços e carícias,
Mas que mais vale estarmos sentados ao pé um do outro
Ouvindo correr o rio e vendo-o.

Colhamos flores, pega tu nelas e deixa-as
No colo, e que o seu perfume suavize o momento -
Este momento em que sossegadamente não cremos em nada,
Pagãos inocentes da decadência.

Ao menos, se for sombra antes, lembrar-te-ás de mim depois
Sem que a minha lembrança te arda ou te fira ou te mova,
Porque nunca enlaçamos as mãos, nem nos beijamos
Nem fomos mais do que crianças.

E se antes do que eu levares o o bolo ao barqueiro sombrio,
Eu nada terei que sofrer ao lembrar-me de ti.
Ser-me-ás suave à memória lembrando-te assim - à beira-rio,
Pagã triste e com flores no regaço.

Ricardo Reis

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Jantar Mexicano on fire!

Aqui fica o registo do Jantar Mexicano para a posteridade!

ARRIBA !!!!!... com as "Natálias", as "Noélias", os Crocos, a nossa Carmenzita, etcs...















sábado, 8 de novembro de 2008

SAW V e a Teoria do Vilão Fora de Moda

Conversa depois de sair do cinema:

L: Epá, se te visses no meio de uma charada daquelas o que é que fazias?
Eu queria lá saber da porra da resolução. Perguntava logo ao gajo como é que eu podia morrer mais depressa! Onde é que já se viu agora... cortar bracinhos, comer estômagos ou levar com ácido nas fuças para sobreviver...

J: Yaaaa! Eu dizia-lhe logo:
"Amigo, queres 5 litros de sangue para abrir as portinhas? Epá, o máximo que eu faço é picar o dedo e pingar para a tina... Ah, só tenho 30 segundos senão isto rebenta tudo? Epá, então caga nisso..."
L: Então e a cena das instrucções serem sempre em cassetes VHS? E a melhor parte é que TODA A GENTE, até a Polícia, tem sempre um leitor VHS ali a jeito, coisa que mais ninguém deve ter hoje em dia! Já diziam ao amigo para se actualizar e gravar uns DVDzinhos...

J: Por acaso, é mesmo! E aquele boneco que fala nesse filme das instrucções? Olha, se ele me aparecesse à frente dizia-lhe mesmo: "Você está um bocadito pálido e não lhe fica nada bem! Pode vir mesmo a assustar as pessoas assim, o que é uma maçada! Já punha um blushzito, base..."

L: "...ou uma sombra roxa nas pálpebras, que é a cor da moda!"

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Estalagem Assombrada


ESTOU TÃO DELICIADA!!!

Parece que, segundo o programa delineado pelo nosso escocês, Graeme, companheiro de viagem...
(Ei-lo, vestido a rigor!)

... a nossa primeira estada será numa estalagem assombrada, de seu nome The Drover's Inn.

Para quem, como eu, adora terror... Não é o máximo?!

Partilho algumas imagens, para além das estórias em que me tenho labutado, à medida que vou imaginando como a minha Joaninha vai sofrer, cheiiiia de medo, nessa noite!!!

E claro... não podia deixar de colocar aqui a fotografia da banheira, que foi praticamente a única coisa que a encantou neste sítio, até agora! ihihihihih

Já estou a pensar em todos os cagaços de morte que lhe vou poder pregar!!!

Gosto de uma das estórias que fala de acordar com a sensação de ter um corpo molhado ao lado, por causa da pita que morreu afogada lá no lago da aldeia!


FEAR, MY LOVE... WUAHAHAHAHHHAH!!!!!