quinta-feira, 12 de junho de 2008

Amy Winehouse - A reciclada Janis Joplin




A nossa aclamada e cheia, cheia de talento Amy... aquela que tanta tinta faz correr, por tudo o que tem de bom e por tudo o que tem de mau!

É impossível não reconhecer que Amy é uma SENHORA no que diz respeito a talento: uma voz inconfudível, uma branca muito negra que nos entra pelo corpito e pela alma adentro!

Depois, um comum fã, como eu, da VOZ desta menina, encontra momentos decadentes deste ser humano, como este vídeo acima, e começa a questionar se foi a fama que a levou à decadência ou se foi a decadência que a levou à fama(?).
Temos concertos como o Rock in Rio Lisboa 2008, que toda a gente sabe o que foi (e se não sabe tem o You Tube para testemunhar), em que uma considerável fatia de fãs achou o máximo a figura decandente que aquele ser humano com manifestos problemas profundos teve!
Como é que alguém que admira alguém e que, por acaso, testemunha a sua autodestruição live, consegue ainda achar que é belo e saudável: "um ganda concerto"? Sim, porque não me venham dizer que aquilo foi musicalmente bom!
Será que se ela não fosse drogada e alcoolizada para o palco teria tanto público, nos concertos em geral? Não teria uma grande fatia das pessoas a esperança mórbida de vê-la, assim, tal e qual como ela apareceu?

Minha gente, HÁ APOSTAS ONLINE PARA SABER QUANTO TEMPO É QUE ELA TEM DE VIDA!... Quem acerta, ganha... um iPod! E mais de 7 mil pessoas já realizaram as suas apostas!See for yourselves!
http://minhanoticia.ig.com.br/materias/472501-473000/472624/472624_1.html

Neste momento, ao olhar para a Amy, apenas me recordo intermitentemente daquela que também foi uma grande artista: Janis Joplin. Artista que, com uma postura em palco muito semelhante à da Amy, tinha um talento incondicional mas que morreu em palco, em overdose.

Que a Janis Joplin da nova era não tenha o mesmo fim...

5 postas de pescada:

Patricia disse...

Esta ganda maluca...se calhar como a mãe da rapariga se chama Janis, vai daí deu lhe a ideia maluca e reciclar uma nova janis joplin...
Keith Richards dos Rollings Stones diz que ela é a unica artista da nova geração que admira, mas do alto dos seus 64 anos bem versados em narcóticos esse ganda maluco já disse " Assim, ela não dura muito".Por isso pela voz da experiencia acho que esta babe não vai durar mais de um ano.

pedro lucas disse...

É nestas alturas que é impossivel não mandar um abraço de solidariedade ao Jorge Palma. Claro que este abraço tenho mesmo que ser eu a dar, que aqui ninguem entende indirectas ó o catano.
Olhando para o Keith Richards, o Zé Pedro inglês, colega de banda do Tim ingles (sir Mick Jagger, claro) pode-se dizer que a Amy ainda tem muitos anos de vida pela frente.

Patricia disse...

Desculpa mas acho que estamos aqui um pouco em desacordo :)
Não queiras comparar a geração Keith Richards com a geração Amy Winehouse (apesar do contexto ser vidas regadas de excessos e loucuras)
Se virmos o percurso de vida de um e de outro acho que estarás de acordo comigo...em 64 anos de vida profissional nunca vi atitudes de decadencia em palco e desilusão por parte de fãs...
Para mim um grande senhor do rock n'roll (q apesar dos defeitos que tem) é um grande musico.
Amy Winehouse em começo de carreira e tem feito barraca em tudo quanto é sitio...e dizes me tu que ela dura até aos 64??? Sorte tem ela se para o ano conseguir editar um novo disco...

Walukinha disse...

Moços, vai uma apostazinha para o iPod no site oficial?? :)

Vocês estão com vontade!
eheh

Linda

Patricia disse...

http://www.whenwillamywinehousedie.com/
Eu já fiza minha preisão...com direito a escreer condolencias e tudo...e voces já apostaram?
eheheh opá isto até parece mal...