segunda-feira, 7 de setembro de 2009

A Descoberta.

A descoberta veio lenta, lentinha.
Soube cheirar. Pôr um pé. Soube sorrir. Soube calar.

A descoberta na minha vida é uma amante de muitos encantos e mistérios. Ameaça chegar e nunca mais chega. Mas acaba sempre por vir: subtil, quente, intensa, feminina.
O que me lixa é ser feminina.

Tivesse eu o poder de infinitamente prolongar este estado.
Viver entre parêntesis é muito saboroso.
Fuck, hein?

5 postas de pescada:

Patricia Alexandre disse...

what fuck!?
Descoberta...feminina..lenta..lentinha....hummm
cheira me a sexo...

Grão de Areia disse...

Fuck da expressão "Foda-se".

Amiga, nem tudo na minha vida é sexo, ok?... :)

Patricia Alexandre disse...

eu sei...fuck foda-se whatever...

a lenta lentinha..quente quentinha... devagar davagarinho e chega feminina.. cheira me a SEXOOO
lol

Patricia Alexandre disse...

amigaaaaaaaaaa....n escreve nada
Volte, que tem deixado saudades com a sua escrita ;)

Andrea disse...

miga, então o que é isto... nada de novo!