domingo, 3 de maio de 2009

Quando for grande quero ser como ela. Sem bigode e de sobrancelhas feitas, mas como ela. :)

Revejo "Frida", que está neste momento a dar na RTP2, um dos filmes da minha vida.
Não me vou pôr com blá, blá, blás que vocês podem encontrar em qualquer IMDB sobre o filme.
Parecendo que não, este filme ensinou-me algumas coisas que hoje defendo, é verdade.

Sempre achei profundamente romântica (de uma forma que chega a ser retorcida, confesso, eheh) a cena em que Diego Rivera, um mulherengo do pior, pede Frida em casamento pela primeira vez e eles têm este diálogo:
Diego: "Queres casar comigo?"
Frida: "E tu consegues jurar-me fidelidade, Diego?"
Diego: "Fidelidade, não. Mas juro que te serei eternamente leal."
Frida: "Aceitooooooooooo!"

E nenhum espectador duvida que eles se amam, embora Diego continue a ser infiel até à 5ª geração, ao ponto de nem a irmã dela escapar! São de uma cumplicidade inabalável.

É sempre giro ver a lata da Frida a"mandar abaixo" a amante que o marido teve, só para ver se ela era realmente boa. :) E entretanto, até o Trotsky marchou! :)

Por fim, esta é uma dança, entre mulheres, que quero que se acuse o primeiro que não a achar sensual. E vejam o Diego todo contente a topá-las! :) Who wouldn't?!


E os verdadeiros Diego & Frida (Que feios! God!)

10 postas de pescada:

*sara* disse...

Entre Frida e Diego só pode mesmo ser amor verdadeiro, não encontro outra explicação que justifique e argumente esta união.. agora quanto à questão de ele ser um conquistador...o que é qu elas viam nele??? K medos!

SalmA disse...

Comprei o filme, comprei o cd do soundtrack..... e quando fôr ao México faço questão de ir á casa dela.

Está na minha lista de sonhos! :D

kiisss

Grão de Areia disse...

Sarita,

O que viam nele?
O gajo era artista, comunista, idealista e bem-falante, factores estes que provocam logo AQUELE efeito nas gajas, que, sendo muitas delas modelos para ele, entram em modo automático quando a coisa mete interesse, admitamos, regra geral. :)

Depois, e por consequência, o gajo era mulherengo e são poucas as mulheres que não acham, pelo menos, o mínimo de piada a um gajo mulherengo. Todas dizem que não, mas pelo menos alguma curiosidade desperta sempre.

A minha proposta de equação para o sucesso deste senhor será então:

Curiosidade + patuá + interesse = valentes quecas!

;)

Espiral disse...

Hahaha!!! Essa das valentes quecas... está boa!!!

Sou louca pela Frida. Principalmente, dos Co**õ*s que tinha. Como gosto de mulheres com garra e sobreviventes.

Há um grande livro que recomendo a leres: "Histórias de mulheres", de Rosa Montero. Além de ser baratinho, conta a história por detrás da "história" da mulher.

A Frida é uma das mulheres. Sendo a história dela uma das que mais apreciei.

E para mim o amor entre ela e o Rivera só se prende com uma coisa: companheirismo. Mesmo que esteja numa linha ténue com o parasitismo...

Eu tb sou uma eterna romântica... e sei que o amor verdadeiro existe...

BJJJJJJJJJJJJJ

Grão de Areia disse...

(A Nina veio dar o ar da sua graça!Muy bien, guapa!)

Ora seja bem-vinda de volta às minhas humildes instalações! :)

Epá, mas vamos lá aqui esclarecer uma coisa medonha...!!! :)
Dizes: "Eu também sou uma eterna romântica..."
Também? TAMBÉM?!?! :)
Que fique bem claro que eu não sou uma eterna romântica!!! Ora vamos lá ver aqui a destruição da minha imagem de cabra fria!
Ai o caneco! Tsss, Tsss! No way!

Ehehehehhehe!
;)

*sara* disse...

Não me convenceste Lnda... Continuo a dizer... K MEDOS!!!!!

Grão de Areia disse...

Ahahahahhaa!
Ok! Não te censuro mesmo...

:P

Patricia disse...

grão de areia...tal qual o pacote de açucar...um dia vou ouvir-te dizer SOU ROMANTICA...
Por detrás dessa "linha de cabra fria" está uma romantica que não se quer deixar mostrar..não sei bem porquê????
E NÃO me digas que não...que eu sei q sim..eheheh
O gosto pela poesia, os poemas que gostas, as coisas que escreves e tantas outras coisas que não vou enumerar aqui...
Um dia gritarás SOU ROMANTICA!

Grão de Areia disse...

:-))))))))))))))))

Vá à merda, sim?!

Patricia disse...

tal como no filme:

"Vai tu"

:))))))))