sexta-feira, 1 de maio de 2009

Quando a ficha cai


Há coisas que levo tempo a interiorizar.

Uma delas é aperceber-me quando um(a) amigo(a) já não tem exactamente o mesmo tipo de amizade comigo, isto é, quando há uma evolução degenerativa em que só eu é que não tinha percebido ainda.

A vida sabiamente encarrega-se de me colocar em situações em que percebo, pela via menos própria.

Não me chateio. Ficar triste? Talvez.
Mas começo a aceitar que é apenas a lei natural da vida: fica quem tem de ficar, vai quem tem de ir e permanece indiferente quem tem de permanecer.
Estádios não são eternos.
E como pessoas que somos, mudamos.

7 postas de pescada:

Constantino disse...

Epah algo nesse post pede um comentário à homem:
"Estadios não são eternos"?? Mentira, o Estadio da Luz é!!!

Sanxeri disse...

Hum, entendo isso. Com as vivencias e os diferentes rumos que a vida toma, é inevitavel que algumas pessoas acabem por se afastar...

Grão de Areia disse...

ahahhaahhahahaha

Já cá faltava your own personal touch! ;)

Grão de Areia disse...

Sanxeri,

Afastar ainda é comó outro.
Estar perto e "estar longe" é que torna mais difícil perceber.
Enfim...

;)

SalmA disse...

Acreditas mesmo que as pessoas mudam????

Não acredito.....

Podem melhorar.... mas mudar? Nunca...

bjbjbjbjb

Joaninha disse...

Lindonaaaaaaaaaaaaaa, you know im there as well, sabes que mais, ques está "longe" é que perde;)

Grão de Areia disse...

Salmita,

Percebo em que linha dizes o que dizes. Acho que estamos a falar em linhas diferentes.

Vou tentar explicar a minha.

Acredito que as pessoas mudam... a sua atitude, gostos, etc, resultantes das diferentes necessidades que vão tendo nas diferentes fases da vida que vão passando.
Por exemplo, ainda gostas da mesma roupa que vestias aos 15?
Tens os mesmo critérios para avaliar uma pessoa interessante agora que tinhas há 10 anos?

Ponto 1) Acredito...
... de facto, que as pessoas, e na linha do que tu dizes, por esta idade, já terão uma personalidade definida que, grosso modo, tende a perdurar uma vida. Daqui para a frente apenas se limam arestas. (I'm there with you, honey!)

Ponto 2) Aprendi...
...que há de facto tanta coisa que se muda (o nosso contexto de vida, as pessoas com que nos damos, as vivências. etc) que pode separar as pessoas naquilo que as uniu: o que têm em comum, ou o que, em polos opostos, as atrai.

Por último, NUNCA e SEMPRE são aquelas palavras que considero que é arriscado usar.

E "as pessoas podem apenas melhorar"?!? :)... Amiga. você vê o copo mais cheio que eu!

:P

Kisssssssssss